Em 'Black is king', Beyoncé recria 'Rei leão' e faz filme melhor que o de 2019; G1 já viu

  • 01/08/2020


Álbum visual baseado na trilha do remake de 'Rei leão' de 2019 é mais legal do que o próprio longa. Beyoncé reimagina saga de Simba unindo mitologia africana e os dias atuais. Veja trailer de 'Black is king', da Beyoncé Beyoncé foi convidada para uma trilha sonora e acabou fazendo os clipes das músicas ficarem melhores do que o próprio filme. O álbum visual "Black is king" é uma recriação da saga de "O Rei Leão" mais criativa do que o remake feito em 2019. O longa do ano passado, que recontava a animação de 1993 com imagens realistas dos animais, tinha trilha de Beyoncé. Agora ela lança o "álbum visual" baseado na trilha. Aqui, Simba é um garoto negro que acha em suas raízes força para viver em 2020. Ela recria todo o universo da trama com a verve que faltou no segundo filme. Leia mais: Com novo 'O Rei Leão', Disney se torna ótima 'plagiadora' de seus próprios clássicos; G1 já viu "Black is king" saiu nesta sexta (31) na plataforma Disney +. Seria melhor ter feito o contrário: transformar a ideia de Beyoncé no longa principal e deixar as imagens de leões realistas para vídeos extras no ano seguinte. Beyoncé no novo trailer de 'Black is king' Reprodução/Instagram/beyonce Como tudo que Beyoncé faz, o figurino e a fotografia são superproduzidos. O começo até demora a ganhar ritmo, com cara de editorial de moda e narração sussurrada em off tipo de "Democracia em vertigem". Mas quando a história e a parte musical engatam, o ritmo vem certinho. As assustadoras hienas da animação original viram uma gangue de moto, e Jesse Reyes encarna com força este espírito sinistro em "Scar", uma das melhores cenas. A fase "Hakuna Matata", do jovem Simba se divertindo com Timão e Pumba, vira ostentação numa mansão com Beyoncé e o marido. Não há papeis claros, mas dá para inferir que Jay-Z é o Pumba - sacada melhor que qualquer tentativa de graça do filme de 2019. Beyoncé lança clipe de 'Already', música que integra novo álbum visual da cantora Reprodução/YouTube Além de Rayes e Jay-Z há diversos convidados, de Naomi Campbell a Kendrick Lamar, incluindo Blue Ivy, filha de Beyoncé, já com oito anos de idade. Há inserções de áudios dos diálogos tirados do filme para acompanhar a relação entre a história original e a criada por Beyoncé. O Simba de "Black is king" é uma criança negra que se perde no mundo e acha nas suas raízes africanas a força para crescer. O filme ainda tem a vantagem de vir na esteira dos protestos antirracistas após a morte de George Floyd, maior manifestação da história dos Estados Unidos. Neste contexto, as falas de Beyoncé sobre coragem e superação se tornam menos genéricas e mais urgentes. Mais um ponto para "Black is king".

FONTE: https://g1.globo.com/pop-arte/musica/noticia/2020/08/01/em-black-is-king-beyonce-recria-rei-leao-e-faz-filme-melhor-que-o-de-2019-g1-ja-viu.ghtml

Aplicativos


Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Top 10

top1
1. Gustavo Lima

Milu

top2
2. Zé Neto e Cistiano

Largado às Traças

top3
3. Thiago Brava Part. Jorge e Matheus

Dona Maria

top4
4. Naiara Azevedo

Pegada Que Desgrama

top5
5. Bruno e Marrone

Sua Melhor Versão

top6
6.

top7
7.

top8
8.

top9
9.

top10
10.


Anunciantes